Restrito aos Associados

Área dos Associados

Usuário
Senha *
Lembrar de mim

Após encerrar o ano festejando o retorno da Cachaça ao SIMPLES NACIONAL, o Instituto Brasileiro da Cachaça – IBRAC inicia 2017 comemorando o aumento das exportações de Cachaça em 2016. Segundo dados divulgados pelo IBRAC, as exportações de Cachaça em 2016 cresceram 4,62% em valor e 7,87% em volume, totalizando US$ 13,93 milhões e 8,3 milhões de litros.

Esse resultado positivo é um dos frutos do Projeto de Promoção às Exportações de Cachaça, “Cachaça: Taste the new, Taste Brasil”, (www.tastebrasil.com), desenvolvido em parceria pelo IBRAC e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Assinado em 2014, o Projeto teve investimentos de mais de R$ 1,3 milhão e contou com a participação de mais de 50 empresas, entre micro, pequenas e grandes empresas. Esses recursos foram investidos em ações de promoção da Cachaça nos Estados Unidos, Alemanha e México.

“A parceria e o apoio da Apex-Brasil têm sido fundamentais para o processo de consolidação, promoção e reconhecimento da Cachaça no mercado internacional”, explica Carlos Lima, Diretor Executivo do IBRAC.

Lima ainda ressalta que as empresas participantes do projeto foram responsáveis por mais de 60% do valor total exportado de Cachaça em 2016, e que a entidade está em fase final de elaboração de uma nova proposta de projeto a ser apresentado para a Agência.

Para o Gerente de Exportação da Apex-Brasil, Christiano Braga, a cachaça é um produto destilado tipicamente brasileiro e que tem tudo para alcançar status internacional. “A Cachaça é, cada vez mais, reconhecida internacionalmente. O objetivo desta parceria com o IBRAC é trabalhar para transformar este produto genuinamente nacional em um ícone internacional. Quanto maior a inserção das empresas nacionais no mercado externo, melhor será a reputação e o reconhecimento do nosso produto”, afirma.


Assista a animação desenvolvida para as ações de promoção do Projeto Setorial: https://youtu.be/zf3xfJg72V8 

Instituto Brasileiro da Cachaça